A polarização na política é como um clássico de futebol e o Brasil precisa retornar à normalidade democrática, que se perdeu após as eleições de 2014, segundo o ex-presidente Lula (PT).

"Deixa eu pegar o futebol para tentar explicar. Não existe maior polarização na Bahia do que um Ba-Vi. Numa eleição, é a mesma coisa. Você tem dois candidatos que vão polarizar, disputando ideias e eleitores. Acabamos de ter uma polarização na Alemanha. Nos Estados Unidos foi assim também. Assim vale em todos os países do mundo. É assim que vai acontecer no Brasil. Um ganha e vai governar, o outro perde, vai lamentar e se preparar para a outra eleição", comparou o petista nesta quarta-feira, 20, em entrevista à rádio A TARDE FM.

Segundo o ex-presidente, o país precisa, porém, recuperar a "civilidade", que teria deixado de existir após a derrota de Aécio Neves (PSDB) para Dilma Rousseff (PT), quando o tucano questionou o resultado das eleições. "Acontece que foi estabelecido um ódio contra o PT, contra o Lula. Isso não existia no Brasil. Essa guerra começou a ser estabelecida quando o Aécio perdeu para a Dilma e não aceitou o resultado. Temos que voltar à normalidade", defendeu Lula.

Ao ser questionado se acredita na possibilidade de uma união eleitoral da esquerda, Lula opinou que isso deve ocorrer em torno de um programa e reiterou que considera natural um grande número de candidaturas. "Eu defendo a ideia que seja normal cada partido ter candidato, e é bom que seja assim. Quando disputei a primeira eleição, foi contra 12 candidatos. Se você tem 33 partidos, seria normal ter pelo menos 10 ou 15 candidatos a presidente. Eu acho que os setores progressistas precisam se unificar em torno de um programa", avaliou.

Fonte: Atarde

Bolsonaro vira alvo de inquérito por fake news sobre vacina e Aids

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou, nesta sexta-feira, 3, a abertura de um inquérito para investigar a

Neto critica governos do PT e pede alternância de poder: "Querem

Bahia: Em seu discurso no evento de oficialização de sua pré-campanha ao Governo da Bahia, ACM Neto (DEM/UB) fez duras críticas aos governos

Presidente do PL participa do lançamento da pré-candidatura de ACM

Bahia: Presidente estadual do PL, o ex-deputado José Carlos Araújo compareceu nesta quinta-feira, 2, ao evento de oficialização da

Senado aprova indicação de André Mendonça para o Supremo

André Mendonça, ex-chefe da Advocacia-Geral da União e ex-ministro da Justiça, será o segundo ministro do Supremo Tribunal Federal indicado

Abuso de Poder Econômico: Ex-prefeito Léo Brito e Dr. Pedro Chicon

Alcobaça: A Justiça Eleitoral condenou o ex-prefeito de Alcobaça, Léo Brito (PSD), à perda dos direitos políticos por oito anos em Ação de

ACM Neto lidera corrida eleitoral para governador, diz pesquisa

O ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), tem 23% nas intenções de voto em pesquisa para medir preferência por candidatos ao Governo do Estado

Prefeitura faz obra de drenagem no bairro Caminho do Mar

Teixeira de Freitas: Nesta segunda-feira (29), a Prefeitura Municipal de Teixeira de Freitas dá continuidade à obra de drenagem no bairro Caminho

Prefeitura de Teixeira investe em novas motocicletas para atender à

Teixeira de Freitas: Investimento em melhorias para atender a população tem sido constantes. A Prefeitura Municipal de Teixeira de Freitas

Eujácio Dantas foi a Salvador em defesa dos voos no Aeroporto de

Teixeira de Freitas: Eujácio Dantas, ex-secretário de saúde de Teixeira de Freitas, tem se mostrado indignado com a possibilidade da suspensão

Teixeira: “o protagonismo é coletivo”, diz Daniel Moraes,

Teixeira de Freitas: Em eleição que aconteceu nesta quarta-feira, 24, o advogado Daniel Moraes foi reeleito presidente da OAB-Subseção Teixeira

Nossos Apoiadores: