A NICA DA LIBERDADE 110

Ramiro Guedes

PT, SAUDAÇÕES

No domingo, 9 de abril, o Partido dos Trabalhadores realizou o seu Processo de Eleição Direta -(PED), elegendo seus presidentes a nível municipal, estadual e federal, bem como diretórios e executivas. Aqui em Teixeira, o Partido teve dois candidatos a Presidente: o ex-prefeito João Bosco e o ex-vereador Edinaldo Resende. Considerado muito bom, o comparecimento dos eleitores aptos se deu com 238 votantes. O placar das apurações mostrou 3 votos nulos, 4 brancos, João Bosco 168 e Edinaldo 61 votos.

O processo de votação transcorreu em clima de absoluta tranqüilidade.

UNIDADE

Em todo o processo do PED, o que impressionou foi a unidade do Partido. Com dois candidatos à presidência, o correto seria avaliar que havia uma divisão. Nada disso: os dois candidatos, antes da disputa, já assumiam o compromisso de unidade. Ao fim do processo de apuração, as falas clarificaram mais ainda o momento.

O PT está unido e em busca de sua reconstrução.

DIA DO JORNALISTA

No Dia do Jornalista, a Band demitiu 8 profissionais do jornalismo, todos eles que faziam a chamada mídia opinativa. Tudo bem que as Band FM vem se transformando em um lixo tipo monturo sólido, mas a discussão não é essa. Será que demitir por questões de opinião é a maneira mais justa de se fazer jornalismo?

A promiscuidade entre patrão e empregado em nossa imprensa gera isso.

PITO

Sílvio Santos, em plena entrega do Troféu Imprensa, passou um pito na apresentadora Sheherazade. O dono do SBT e da alma de seus empregados foi claro: “-Não a contratei para dar opiniões”. Sem ao menos chamar a jornalista para um debate de idéia, Silvio Santos desqualificou a profissional, que, docemente, aceitou o puxão de orelhas.

Merece o patrão que tem.

DOIS PESOS E DUAS MEDIDAS

Por falar em imprensa, pega muito mal quando um colega é escrachado por sites da cidade por ter sido preso por falta de pagamento de pensão alimentícia e não há qualquer notícia sobre outro que foi condenado a prestar serviços comunitários por ter caluniado alguém. Qual será o critério de pauta dessas reportagens?

A pergunta fica no espaço.

SEMELHANÇA

Será o mesmo critério que manda noticiar com espanto a prisão de um rapaz no São Lourenço, pego com 10 gramas de crack, e nada se diz de um filho de importante empresário, preso roubando um litro de vodka em um supermercado?

Qual a medida das pautas?

HERESIA?

Jornalista Taís Heredia, da Globo News: “Recessão e desemprego derrubam inflação e devolvem poder de compra aos brasileiros”. Depois de tal absurdo, a jornalista pediu desculpas e se penitenciou.

Cada uma !

A NOTA

No atual estado de emburrecimento em que nos encontramos na atual conjuntura, confesso que até agora nada entendi das notas fiscais emitidas ou não pela Vibra Som, pagando trabalhadores da Saúde, no valor de 15 milhões. No dia em que entender, falarei alguma coisa.

Tem caroço nesse angu.

MAIS DAS NOTAS

Perguntinha básica que deve ser feita: o dinheiro foi pago? Se foi, a quem foi pago?

O resto é apenas flanelório.

O HOMEM DE NEGRO

Vínhamos, eu e outro colega, de carona para o trabalho, quando, em frente ao antigo HSBC (agora, para nossa desdita, Bradesco) o motorista gritou: “-Olha ali, em cima da sinaleira”. Olhamos e lá estava, pachorrento e solene, um urubu assentado.

Flagrante da vida real...

100 DIAS

No momento em que digito essas mal traçadas, completam-se exatos cem dias do governo Timóteo Brito. Foi o tempo que o “tarado do face” determinou para que o governo fosse avaliado.

Vamos avaliar?

ACUSAÇÃO

Outro dia, vieram acusar esse escriba de estar incentivando a greve dos professores municipais, pois isso complicaria o governo Timóteo Brito. Ora, quem sabe de suas dores, são os mestres. Se acham que devem ou não fazer greve, sua vontade é soberana.

O resto é conversa fiada.

E POR FALAR NISSO

Na assembleia dos professores municipais, onde se tiraria a decisão de greve ou não, os representantes da APLB deram um parecer contra a paralisação. Eles alertaram à classe que, vendo as contas da Prefeitura, a administração não tinha como dar o aumento de mais de 7% de uma só vez. Foi aceito um parcelamento em 6 vezes, até o final de 2017.

Proposta aceita, acordo fechado e os professores voltaram às aulas.

VERSÃO

Uma professora que estava na assembleia que decidiu pela não paralisação das aulas segredou a esse escriba que uma grande parte dos profissionais reunidos não concordou com o acordo defendido pela APLB. Contou ainda que a contagem foi feita separando as pessoas: para um lado os que queriam a greve, para o outro os que não queriam. A contagem dos votos foi feita no olhômetro e, mesmo com muitos protestos, validada.

Agora, já era.

FECHANDO A NICA

“Não há ninguém que tenha alguma vez escrito, pintado, esculpido, modelado, construído, inventado, a não ser para sair do seu inferno”. (Antonin Artaud)



AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.


Anuncie Aqui!

(73) 9972-7955 || (73) 3013-6687
liberdadenews@hotmail.com
Copyright © 2017 LiberdadeNews - A Força da Notícia. Todos os direitos reservados.
Joomla! é um software livre com licença GNU/GPL v2.0